sábado, 27 de abril de 2013

MINHA MEIA IRMÃ DE CRIAÇÃO GOSTOSA MAS CASADA


minha meia  irmã  mais velha era filha do primeiro casamento do meu pai sempre era a gostosa na roda de amigas e modéstia a parte era mesmo, desde adolescente já era praticamente uma mulher pelo menos e corpo, ela tinha as medidas certinhas que um homem gosta, não era magrela pelo contrario tinha umas pernas bem torneadas e coxas grossas daquelas que quando coloca-se shorts ou saia ela parava o transito, a rapaziada babava quando ela passava, eu tinha 17 na época e ela já tinha 25, era a mais velha e cuidava de mim desde que eu era pequeno porque minha mãe e meu pai trabalhavam pra fora, meu pai sempre foi do tipo linha dura e muito  severo, mas nem por isso impediu que minha irmã deixasse de ser namoradeira no auge da sua adolescência  eu era criança ainda como meus pais taralhavam ela trazia namoradinhos pra casa e ficavam sozinhos dentro do quarto quando eu me aproximava era tocado pra fora me mandavam brincar no quintal me davam algum dinheiro pra eu comprar doces na padaria da esquina, eles esperavam eu sair para fecharem a porta, eu fazia que ia brincar mas sempre voltava pra escutar escondido o que eles estavam fazendo, quando entrei na puberdade toquei altas punhetas quando ouvia pelo barulho da cama da minha irmã eu deduzia que ela e o namorado provavelmente estariam transando, ou se não transando pelo menos em amassos muito quentes, isso me deixava muito excitado, mas como eu era garoto bem mais novo eu ficava na minha sempre imaginando que eu estava comendo minha irmã, na verdade tinha uma pequena esperança de que um dia eu conseguisse, então eu ficava quieto no meu canto, nesse período ela teve uns 3 namorados assim e provavelmente ela transou com os três  eu nunca vi, mas ouvia por traz da porta, então na minha mente eles transavam sim

Com isso eu cresci tendo o maior tesão pela minha irmã mais velha, eu já tinha comido ela de todas as maneiras no meu pensamento quando tocava aquelas punhetas memoráveis eu pensava que tinha que come-la de qualquer jeito só que me faltava coragem pra aborda-la ou mesmo tocar nesse assunto, e assim o tempo passou quando eu tinha 17 anos ela se casou e foi morar não muito longe da nossa casa e eu como só estudava na época sempre ia visita-la em casa filar uma boia ou coisa assim, porque ela ficava em casa cuidando da casa como sempre fez, e o meu cunhado que tinha um bom emprego sempre trabalhava o dia inteiro só chegava por volta das 7.30 da noite, num belo dia eu fui a tarde na casa da irmã como sempre fazia, chegando lá entrei como de costume minha irmã estava no quintal recolhendo a roupa, entrei e vi o computador dela ligado, como eu sou curioso fui até ele e o MSN dela estava aberto e vi um diálogo na tela  com um ex namorado dela, mais ou menos assim..
- oi gata to  com saudades de você..
- é eu também
- quanto tempo a gente não se vê
- verdade
- Sinto sua falta sabia? Sinto falta dos nossos momentos intimos..
- eu tb tenho saudade, mas agora to casada e o passado ficou pra traz
- Me engana que eu gosto eu conheço seu fogo gata você não é mulher de um homem só se aquele seu
   quarto falasse... a quantas transas gostosas tivemos lá, ah como eu queria ter voce de novo
-  Nem me fale, eu nunca vou esquecer, mas agora to casada esquece
-  Tá casada mas não tá amarrada, que você acha da gente se encontrar só pra um chopinho e um bate
    papo pra gente colocar as fofocas em dia
-  Num dá você sabe que é muito perigoso agora que to casada vai que alguém vê
- Ahhhh !!! gata ninguém vai ver
- É podem não ver mas a gente se encontrar  também é perigoso de outra forma e vc sabe
- Sei não me conta..de q você tem medo...
- Nada esquece
- esqueço não, diga
- é que a gente já ficou né e isso é perigoso
- Não se preocupe vai ser só um lanche pra matar gente a saudade, pode ser no shopping
- Sei não .....
- Que tal sexta feira a tarde no shopping na praça de alimentação assim você não
   corre riscos tá bom assim pra você
- Tá bom  combinado então, mas só um  lanche tá, nada de gracinhas agora to casada
-  Certo combinado, lá a gente se fala e depois ...... quem sabe ...
-  Quem sabe não, se vc for com segundas intenções nem vou
-  Fica fria... eu quero te ver to com saudades...
-  Tá legal ... eu vou então
-  Então eu vou trabalhar, meu tempo tá curto hoje, a gente se fala por telefone ...
- Combinado .... tb vou.. bjsss   tchau...
Status ausente...
Então eu pensei com meus botões a safada da minha irmã continua aprontando com seus ex, é hoje não posso perder essa chance... e fiquei ali no micro só esperando ela entrar, quando ela entrou e me viu ali levou o maior susto quando percebeu que eu li todo o dialogo dela marcando um encontro com o ex... ela ficou amarela, branca, não sabia o que fazer, quiz justificar eu falei fica fria mana, não dá nada, ela falou não conta nada pro Mario (meu cunhado) ai completou mas mesmo que contar eu nego ele pode até ficar com a pulga atras da orelha mas não terá como ter certeza, eu dei uma risadinha e falei eu salvei essa conversa num e-mail antes de você entrar, mas fica fria não conto nada só que  meu silencio tem um preço, la falou la vem o chantagista, diga qual o seu preço, não tenho grana, .... quem disse que quero grana, eu quero é você... Euuuuuuu !!!! não entendi.... tá eu explico, eu quero transar com voce porque desde criança eu tenho o maior tesão por você  quando vc levava os namorados pra casa eu ficava escutando atras da porta escutando você transar e eu tocava punheta, agora eu não quero mais tocar punheta eu quero você e eu na cama .... entendeu né...  mas... Guto, não podemos, somos irmãos, por mais que eu tenha transado com meus namorados mas não eramos irmãos e nós não podemos... não que você não seja um gatinho,
você pode ter outras meninas da sua idade hoje em dia isso é comum, eu respondi somos meios irmãos e minha tara é por você mana, e eu quero transar com você nem que seja apenas uma vez, e dizendo assim abracei-a por trás  beijei seu pescoço, comecei a dar umas chupadas ela falou pare, mas vendo que eu não ia parar ela então falou Guto por favor não chupe tão forte vai deixar marcas, eu continuei com ela ali imóvel aceitando meus carinhos passiva, provavelmente por causa da minha pequena chantagem, enquanto beijava seu pescoço eu acariciava seus peitos por cima da roupa, eles  estavam com o biquinho durinhos de excitação, não sei se de prazer ou de nervosa, o fato é que estavam durinhos e isso me dava ainda mais tesão, retirei então a fina blusa que usava que estava úmida porque ela estava mexendo com água  porque que tava lavando roupa ou coisa assim, quando retirei a fina blusa deixei exposto seus lindos seios porque não usava soutiem   e dizendo assim fui abracei-a por traz, beijei seu pescoço e ela ali imóvel aceitando meus carinhos, então comecei a tirar toda sua roupa,
Ela estava totalmente imóvel e passiva deixando-me tomar todas as ações, então eu a puxei para o quarto,  ela só de calcinha se jogou na cama conformada sabendo o que eu queria  e sabendo que não tinha jeito eu ia até o fim,  meio desajeitado beijei seu corpo, quando toquei na sua xana percebi que ela tava toda melada, ela também estava excitada eu já sabia que minha irmã era bem ativa sexualmente, mas agora ela estava excitada comigo, seu irmão, logo que me posicionei em meio a suas pernas para fode-la, foi quando ela finalmente falou algo,   ela falou guto espera um pouco sem camisinha negativo, você precisa usar camisinha eu não quero engravidar de irmão, eu falei  pô camisinha de onde, ela levantou-se foi na gaveta do guarda roupa pegou uma e me deu, ela falou que usavam de vez em quando e tinha guardado, e completou olha Guto, vai ser uma unica vez, prometa que depois dessa nunca mais tá, eu prometi, então eu apressadamente coloquei a camisinha e novamente eu abri as pernas dela e todo desajeitado enfiei meu cacete naquela buceta melada, bombei furiosamente, eu que tinha tocado muitas punhetas por aquela buceta finalmente meu pau tava enterrado dentro dela, bombei bombei até eu gozar, gozei tão forte que a camisinha quase estourou de tanta porra, finalmente eu tinha comido a buceta da minha irmã casada, aquela buceta que eu tanto queria comer, no fim era uma buceta com qualquer outra, mas o fato de ser da irmã parecia que a tornava mais gostosa mais apetitosa, e pelo fato dela ser casada também a adrenalina ia a mil.

Parece que depois dessa transa minha irmã se soltou acho que ela achou-me meio inexperiente porque me olhou e disse que queria me ensinar algumas coisas, ela me perguntou Guto, é assim você transa  com suas namoradas, eu falei que sim, e perguntei porque das perguntas, ela em disse você é muito apressado, vai direto ao ponto, e me disse que eu tinha que ser carinhoso, tocar a mulher, deixa-la bem excitada antes de penetra-la etc e tal e me falou vou te mostrar como se faz... estranhei e falei, primeiro você não queria me dar e agora quer me ensinar? Ela não disse nada e beijou minha boca, depois começou a passar a língua em meu rosto, meu pescoço, desceu lambendo e beijando minha barriga, pegou meu pau e abocanhou numa chupada fenomenal, lambeu minhas bolas isso me levou a loucura eu tava subindo pelas paredes de tanto
 tesão, ela era bem mais experiente que eu com certeza, então ela se deitou na cama e disse-me vem, faça igual eu te fiz, assim você dá prazer pra mulher, então eu comecei beijando-lhe, depois demoradamente beijei o pescoço, como ela tinha me ensinado lambi seu pescoço, seus seios, apalpei com minhas mãos, fiz bastante caricias, senti que minha irmã estava gostando, caprichei ainda mais quando cheguei no umbigo, enfiei a pontinha da língua dentro, logo depois eu beijei seus pentelhos, ela percebeu que eu tava relutando em chegar na buceta, ela me perguntou se eu nunca tinha chupado uma mulher respondi que não, então ela falou não tem nojo não ode chupar o clitóris  a mulher adora isso, comecei a chupar forte ela reclamou, disse-me vc tem que lamber de baixo pra cima, pausadamente sem pressa, comecei a fazer assim ela se contorcia de tanto prazer senti que dessa vez eu tava dando prazer também  meu pau tava que era uma tora de duro, eu tava doido pra comer de novo aquela buceta raspadinha, eu tava quase gozando só de chupar, dessa vez ela ali deitada eu fui por cima e novamente meti a vara naquela buceta rosadinha gostosa, dessa vez ela nem  notou que eu já estava sem camisinha mas foi assim mesmo, carne com carne, mas depois ela percebendo deu por si e disse pra mim gozar fora. eu falei não vou gozar
fora vou gozar dentro de voce, ela disse tá louco, então  a coloquei-a de bruços ela percebeu minha manobra e falou você é safado, aprende rápido, arrebitou a bunda pra facilitar meu trabalho e então lubrifiquei com seus próprios líquidos e coloquei a cabeça, que entrou sem muita dificuldade, logo depois estava meu pau todo dentro da bunda dela que rebolava como uma puta safada enquanto se masturbava logo ela também estava gozando junto comigo, foi uma foda memorável, eu tinha  satisfeito minha tara que era comer a mana gostosa, depois que terminamos eu lhe falei, sabe mana vou te confessar uma coisa, ela perguntou o que era, eu falei-lhe, sabe aquela sua conversa  do MSN..
... sei o que que tem..
... pois é eu menti...
... mentiu sobre o que?
... meti quando disse que salvei mandando pro meu e-mail..
... Seu safado.... você não presta mesmo, tive que transar com você de graça... sem precisar
... Mana eu não faria nada pra prejudicar você, mas eu sempre fui tarado e aproveitei a chance,
... Você não presta mesmo Guto, mas o que tá feito tá feito não adianta ficar remoendo
  apesar dela dizer que seria uma unica vez, eu sempre ia na casa dela quando o marido não estava e com jeitinho eu a convencia ela pra gente dar umazinha....


Um comentário:

  1. Gostei vey.agr vou bater uma punheta pensando em minha irmã!!!

    ResponderExcluir